História

A APLM nasceu no meio académico no seguimento do trabalho que uma equipa de investigadores do IMAR na Universidade Nova de Lisboa têm vindo a realizar nesta área desde 2008, sob a orientação de Paula Sobral.

Estes trabalhos decorreram numa primeira fase no âmbito do projeto POIZON financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (2010-2014) e posteriormente do projeto MARLISCO, financiado pela Comissão Europeia (2012-2015), e englobam a caracterização do lixo marinho na costa portuguesa, a degradação de polímeros nos oceanos e a ingestão de partículas por organismos marinhos, bem como a realização de eventos de sensibilização da sociedade e educação ambiental e parcerias com diferentes sectores da sociedade.

 

O interesse em criar a Associação portuguesa do Lixo Marinho surgiu na sequência de contactos com várias entidades e pessoas individuais, da partilha de informação e de interesses mútuos, nomeadamente com Fabiano Barretto da Global Garbage, Brasil, que propôs a iniciativa e apoiou a concretização da APLM, na perspectiva da extensão das suas ações aos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa. A reunião que levou à criação da APLM teve lugar no dia 25 de Novembro de 2013, no Auditório da Agência Portuguesa do Ambiente, entidade que desde o inicio apoia esta iniciativa. Nesta reunião estiveram presentes várias pessoas e entidades que desde o primeiro momento manifestaram a sua vontade de colaborar com a APLM.

  • Instagram
  • Facebook

Departamento de Ciências e Engenharia do Ambiente

Faculdade de Ciências e Tecnologia

 Universidade Nova de Lisboa

Campus de Caparica

2829-516 Caparica

© 2019 Associação Portuguesa do Lixo Marinho